Aprenda a fazer o planejamento estratégico para sua empresa

Share:

O passo a passo para implementar uma estratégia eficaz em sua empresa


Um dos primeiros passos a se tomar consiste justamente em calcular os passos seguintes e, para isso, o planejamento estratégico se faz necessário. Um planejamento bem elaborado vai desde a definição dos objetivos até a implementação de um KPI (Indicadores de Desempenho) para medir resultados. Ele é vital para que empreendedores compreendam onde querem chegar – e quando.

Para o professor e coordenador acadêmico do MBA de Gestão Empresarial e Financeira da FGV, Ricardo Teixeira, o planejamento estratégico feito antes da abertura de um negócio surge como ferramenta para atender os interesses não apenas do mercado, mas também do empresário em si. “Ele é feito com intuito de atender aos interesses do empreendedor, e também deve levar em consideração o desejo para a função social da empresa e o que ele deseja extrair dela”, diz.

Ele destaca, no entanto, que um planejamento estratégico se faz necessário em muitos momentos, principalmente em cenários econômicos incertos e antes de qualquer tomada de decisão. “Se o objetivo é expandir os negócios, internacionalização ou até mesmo redução de custos, é preciso planejamento, que, a todo momento, pode ser reajustado de acordo com diferentes cenários”, explica. Sem um bom planejamento, diz Teixeira, uma empresa pode até mesmo atingir seus objetivos, mas não saberá quando e nem como.

Entre os principais modelos de planejamento existentes no mercado, destacam-se a matriz SWOT, capaz de identificar Forças, Oportunidades, Fraquezas e Ameaça tanto interna quanto externamente.

As pequenas e médias empresas, no entanto, ainda enfrentam dificuldades na hora de executar um planejamento estratégico efetivo. Segundo Teixeira, isso acontece, em partes, graças ao dinamismo da operação das empresas. “Muitos imprevistos acontecem, e na maioria das vezes, o empreendedor enfrenta situações inesperadas e não sabe como lidar com elas, visto que contratou alguém de fora para fazer esse planejamento”. A recomendação, segundo o especialista, é que o empresário se envolva no desenvolvimento de todas as etapas, para que entenda e se comprometa com o acompanhamento dos resultados.

Abaixo, preparamos um passo a passo para a elaboração de um planejamento estratégico de sucesso para você, que está pensando em empreender – ou até mesmo que percebeu a necessidade de voltar algumas casas e estabelecer as bases.

Entenda seu modelo de negócio

É preciso compreender seu modelo de negócio, concorrentes e estabelecer seu modelo competitivo. Para isso, o primeiro passo é estudar o mercado, entender as necessidades atuais – e dos clientes, acima de tudo. Trata-se de conhecer o terreno onde estará pisando.
Tendo isso feito, o passo é a análise SWOT, que avalia suas forças (Strength), fraquezas (weakness), oportunidades (opportunities) e ameaças (Threats). Essa análise será um grande norte para as próximas decisões.

Missão, visão e valores

Estabelecer qual é o seu propósito é essencial. A missão diz respeito a isso, exemplificando o porquê a empresa nasceu e que dores vem solucionar. Enquanto a visão define o foco da empresa, e onde ela deseja chegar. Os valores são os preceitos básicos do que a empresa de fato acredita, e deve levar em sua essência durante toda a sua existência e em seu posicionamento no mercado. Alguns exemplos de valores são honestidade, determinação, transparência, entre outros. “É partir da definição da missão e visão que estabelecemos os objetivos

 

Estabeleça metas de curto, médio e longo prazo

É preciso saber onde quer chegar. Estabeleça metas atingíveis e com prazos determinados, para que elas sejam alcançadas. Para as metas de curto prazo, priorize objetivos que podem ser atingidos dentro dos meses seguintes. Um exemplo de meta de curto prazo é aumentar o ticket médio, por exemplo. Enquanto para as de médio e longo prazo, enquadram-se planos que levarão de 3 a até mesmo 10 anos para serem concluídos. O essencial é levar em consideração a viabilidade de cada uma.

Defina as táticas

Depois de muito estudo, teorias e alinhamento de estratégias, é necessário desenhar com precisão os passos práticos para colocá-las em execução. “Com base em suas metas de curto, médio e longo prazo, são traçadas as estratégias e táticas para atingir os objetivos. É o plano de ação. Para isso, devem ser levados em consideração os recursos já disponíveis na empresa, os que podem ser contratados, sejam eles humanos, financeiros ou tecnológicos. “O que observamos é que, com a ajuda de um planejamento de longo prazo bem executado, é possível atingir metas de longo prazo em até metade do tempo estipulado”, diz Teixeira.

Escolha o seu posicionamento

O posicionamento de marca pode ser passivo ou agressivo. Com um posicionamento mais agressivo, entendemos que a empresa priorizará a disputa com outros concorrentes do mercado, sobretudo com um menor valor em seus produtos e serviços. Já com um modelo um pouco mais passivo, a empresa prioriza a diferenciação, ou seja, a qualidade de seu produto – o que leva maior tempo e investimento. Em relação ao posicionamento social, é importante que a empresa esteja ciente de onde – e como – se estabelece em relação a assuntos-chave do cotidiano, e isso tem ligação direta com seus valores.

Mapeamento dos resultados

Mensurar os resultados de todo o planejamento é crucial para que você entenda se as estratégias adotadas foram eficazes. Uma maneira de ter essa compreensão é adotando mecanismo de monitoramento durante todas as etapas, para compreender se há evolução. Os KPIs (Key Performance Indicators) são um dos principais – e mais utilizados – indicadores de performance do mercado. Com a ajuda dos KPI, é possível identificar em quais áreas a empresa ainda precisa ser aprimorada, o que permite aos gestores um melhor direcionamento de esforços e recursos financeiros. Outra solução, de acordo com Teixeira, é estabelecer objetivos intermediários, que permitem entender se a empresa está no rumo certo em direção aos objetivos de longo prazo