Conheça as tecnologias que você precisa adotar em sua empresa agora mesmo

Share:

Os impactos transformação digital no mundo dos negócios


Em um mercado competitivo e em constante atualização, empresas devem sempre se atentar a novos recursos para a promoção de seus negócios, e a tecnologia tem papel fundamental nisso. A digitalização viabiliza oportunidades e estabelece novos patamares competitivos – e de qualidade – para diferentes mercados.

De acordo com um relatório da McKinsey, a transformação digital é um dos temas prioritários na agenda de empresas de todos os segmentos. Por transformação digital, entendemos que o impacto direto está em quatro diferentes verticais: no modelo de negócio, na conectividade, no uso de dados e automação de processos – mostra também a McKinsey. Contudo, apenas 6% das empresas do país já atingiu um certo nível de maturidade digital e possuem a digitalização como parte de seu DNA, mostra um estudo da Dell.

“Hoje é necessário estar atento a todas as tecnologias que podem ameaçar o business, não apenas ao seu concorrente atual”, avalia Pedro Compani, Business Development do BTG Pactual. Para ele, a importância das empresas passarem a enxergar o investimento em tecnologia como algo necessário se justifica pela mudança constante do perfil do consumidor: “Os clientes serão mais exigentes com os serviços e produtos. Facilidade de acesso, agilidade, experiência do usuário e escalabilidade são palavras que devem fazer parte do vocabulário diário das empresas. Caso contrário, com o tempo, estarão fadadas à morte”, diz.

Para te auxiliar na escolha das principais tendências e tecnologias mais modernas, separamos as quatro tecnologias mais promissores e que serão vitais para empresas que desejam perseverar no futuro. Conheça cada uma delas abaixo:

Inteligência artificial

Atualmente, diversas tecnologias têm se destacado em setores específicos. “No caso das instituições financeiras, por exemplo, a inteligência artificial tem auxiliado o combate à fraude nas aberturas de conta ou transações indevidas”, diz Compani. 

BigData

Trata-se da análise e interpretação de grandes volumes de dados, de forma intuitiva e personalizada.“Dados são o novo petróleo. Quanto mais soubermos dos nosso clientes, melhores produtos e serviços podemos oferecer para eles, aumentando a chance de satisfação.”, diz Compani.

Machine learning

O machine learning, ou aprendizado de máquina, permite atualizações constantes de sistemas com base nas respostas e dados obtidos através de interações e outros processos. “O setor de agronegócio tem trabalhado muito com machine learning para identificar alterações nas imagens de satélites, confirmação de plantio ou de uma determinada área produtiva.”

Internet das coisas – IOT

O próximo passo será a evolução da tecnologia da internet das coisas (IOT – Internet of Things em inglês). Será possível extrair dados, com exatidão e em tempo real, de praticamente qualquer coisa.” Para as empresas que estão passando a olhar para a aplicação das novas tecnologias, Compani recomenda manter o radar ativo. “O objetivo é ser um radar de novas tecnologias e estar atento a tudo que pode impactar, positivamente e negativamente o business”. Para ele, também é essencial estar disposto a fazer negócios com soluções que “melhorem a usabilidade e segurança, diminuam o risco, aumentem as receitas ou gerem novas linhas de receita para o grupo.” 

Sobre o futuro, Compani destaca que não há uma fórmula pré-definida. “Cada negócio, vertical ou da indústria possui um timing e necessidades diferentes”. “Atualmente, tecnologias como Big Data, Analytics, Machine Learning e Automação de processos estão em alta na maioria dos setores. Num futuro próximo, o impacto poderá ser ainda maior com o advento do 5G, que permitirá dirigirmos veículos à distância, fazermos cirurgias remotamente ou até mesmo pilotar um avião via conexão”, diz.


Segundo ele, o mesmo acontece com a internet das coisas, como advento das casas e cidades inteligentes, os wearables, carros conectados e inúmeras outras possibilidades. No boostLAB, Hub de negócios e potencialização para empresas de tecnologia do BTG Pactual, destacam-se 3 startups que estão fazendo a diferença na vida das pessoas e no mercado: 

 

Celcoin – Através de seu aplicativo, eles empoderaram os pequenos comerciantes, transformando o celular de diversos pontos de vendas em “agentes financeiros”. Hoje, o dono de uma banca ou de uma padaria pode receber uma renda extra ao permitir que seus clientes paguem contas, recarreguem o celular, recebam depósitos, façam saques, etc.

Digesto – O Digesto surgiu com o objetivo de usar as ferramentas da ciência da computação, machine learning e inteligência artificial, para melhorar a prática do direito, capturando, reunindo e organizando informações sobre todos os processos públicos para que os advogados e departamentos jurídicos dos bancos e das empresas possam atuar mais estrategicamente, já que toda parte operacional é feita pelos seus robôs.

Liber Capital – Marketplace de antecipação de recebíveis. A plataforma permite que pequenas e médias empresas que são fornecedores de grandes companhias tenham acesso à linhas de crédito competitivas, melhorando assim seu fluxo de caixa. Essa startup foi inclusive a semente do BTG+ business, liderado hoje pelos gestores da área de PME, Rogério Stallone e pelo Gabriel Motomura, que tem uma carteira de mais de R$ 4 bilhões de reais.