Conheça a história da Flavia que transformou crédito em oportunidade de diversificar

Share:

Empreendedores usam crédito para enfrentar os desafios durante a pandemia


Flavia Sandri é empreendedora há mais de 20 anos e nasceu em uma família igualmente dedicada aos negócios. Depois de uma longa trajetória na loja de materiais de construção dos pais, Flavia decidiu abrir o próprio estabelecimento. Hoje, ela é dona de uma loja de móveis e decoração em Bauru, interior de São Paulo.

Para ela, a grande essência do empreendedorismo brasileiro é estar sempre em busca de novos conhecimentos. Por essa razão, ela se especializou em paisagismo e até mesmo em design de interiores, com o objetivo de oferecer uma experiência completa aos clientes. “No mercado não basta simplesmente você entrar num ramo e ficar estagnado naquilo”, explica.

No entanto, mesmo com toda a experiência de mercado, Flavia conta que jamais vivenciou impactos tão severos no negócio como os causados pela crise que veio junto da pandemia do Covid-19. Com o isolamento social e a obrigatoriedade do fechamentos dos comércios, a loja dela ficou mais de 2 meses sem abrir as portas.

No início da pandemia, a empreendedora conta que o sentimento de medo e incerteza gerou um impacto que foi muito além da queda no faturamento. “Senti medo, pois sabia que tinha pessoas que dependiam de mim. Fornecedores, vendedores…O abalo emocional foi um dos principais problemas para mim”, conta.

Segundo ela, foi difícil contornar um cenário que colocava o segmento em que atua como prioridade mínima na lista de compras da população brasileira. Além disso, como a loja não gerava nenhuma nova receita, algumas dívidas passaram a acumular. “Precisei lidar com a questão dos fornecedores. Tinha alguns fornecedores que estavam para chegar mercadorias, as eu não tinha como vender”.


Crédito para Diversificar

Para saldar dívidas e aumentar o poder de negociação com esses fornecedores, Flavia solicitou um crédito de 10 mil reais com o BTG+ business. “O crédito apareceu no momento em que tudo estava muito complicado, e eu me sentia com poucas opções” revela a empreendedora.

A empresária também conta que com o maior tempo em casa, as pessoas também passaram a se preocupar mais com o conforto e  bem-estar e passaram a procurar novos móveis – inclusive itens de escritório. Essa mudança nos hábitos de compra ajudou a empreendedora a aumentar o faturamento da sua loja. Nesse cenário, o crédito também ajudou a loja de Flavia a também abrir novos fornecedores e diversificar os produtos oferecidos.

“A gente sentiu a necessidade de um novo nicho no mercado, que são os home offices. Até então eu não trabalhava com isso, e passamos a trabalhar forte”, explica.


Histórias de Valor


A série mostra como empreendedores, espalhados pelo Brasil, têm superado os desafios gerados pela pandemia. O terceiro episódio conta a história de Flavia Sandri, empreendedora paulista que transformou o crédito oferecido pelo BTG+ business em oportunidade de diversificar o negócio e apostar em novos segmentos de mercado.

A série apresenta uma variedade de contextos, sotaques e situações reais de empreendedores de diferentes regiões do Brasil, com o propósito de inspirar donos de pequenos e médios negócios, que estão vivendo dilemas muito parecidos neste momento. Histórias de Valor explora um formato e linguagem próprios do universo digital, em que as chamadas de vídeo por celular têm feito parte da nova realidade, criada pelo isolamento social.

A cada episódio, um especialista convidado pelo BTG+ business, traz dicas e soluções práticas para a dificuldade apresentada pelo pequeno e médio empreendedor. No terceiro episódio, foi a vez de Rogério Stallone, sócio do BTG Pactual. O propósito de “Histórias de Valor” é transformar um depoimento pessoal em uma experiência coletiva de aprendizado e motivação. Fique ligado, pois em breve será lançado o quarto episódio.