Empresa brasileira cria uma grife para pets e exporta para mais de 20 países

Share:

Conheça a história da Zee.Dog, plataforma de venda de produtos para animais de estimação


Segundo o Instituto Pet Brasil, o mercado pet cresceria 6% apenas em 2020. Durante a quarentena, essa projeção se tornou ainda mais notável: o faturamento das vendas de produtos para animais de estimação cresceu mais de 65%. Explorar as inúmeras oportunidades do setor no Brasil hoje é mais do que um palpite, mas uma aposta certa em um mercado de crescimento exponencial e com possibilidades infinitas.

A Zee.Dog enxergou uma dessas oportunidades. A empresa foca no segmento de moda pet e acessórios de uma grife exclusiva e autoral e já possui franquias em diversos estados e até mesmo outros países. A startup nasceu há 8 anos, quando conseguiu seu primeiro aporte de R$3 milhões. Thadeu Diz, fundador e Diretor Criativo da startup, conta que a ideia inicial do negócio partiu de uma dor pessoal dele e de seu irmão – e da ausência de identificação que o mercado oferecia. “Não encontrávamos produtos para o nosso cachorro que a gente curtisse. Então a ideia era construir uma identidade, uma marca que causasse a sensação de pertencimento”, conta. “Criamos a Nike do mercado pet”, brinca o empreendedor.

No entanto, a venda de produtos e acessórios para gatos e cachorros não é o único foco da startup, que também comercializa uma linha especial para humanos. Segundo o empreendedor, o objetivo é estar cada vez mais perto de um posicionamento de marca que tem proximidade com a vida do cliente, e não apenas de seus pets. “É muito mais do que a roupa, mas sim levar a marca para vida delas em todos os momentos”, explica.

A Zee.Dog também desenvolve peças como bolsas e mochilas em uma linha exclusiva para pessoas.

A atenção aos detalhes fez com que o lançamento da linha levasse cerca de um ano e meio. “Trouxemos até mesmo estilistas renomados do mundo da moda para trabalhar na linha. Tem sido um sucesso e acreditamos no potencial crescente disso”, diz. Só para a divisão de humanos, a empresa estima um lucro de R$150 a R$200 milhões por ano. A startup também oferece um clube de assinatura que dá acesso a itens exclusivos, além do direito a descontos e recompra automática de alguns produtos de higiene e brinquedos.

Hoje, a Zee.Dog tem franquias em todos os estados do Sul e Sudeste do país, além de Manaus, Bahia, Distrito Federal, Ceará e Pernambuco. As 38 fábricas da Zee.Dog ficam na China, e juntas, exportam peças para mais de 20 países. 

Pet Shop Delivery
Em 2018, surgia a Zee.Now, aplicativo de compras que transporta produtos para animais de forma gratuita e ágil. Diz explica que a pandemia acelerou o crescimento do serviço, que de acordo com ele, é o ‘futuro do varejo pet’. “A Zee.Now é um foguete que cresce de 20% a 30% ao mês, todos os meses”. 

Além da comodidade, o CEO faz uma ressalva sobre o atendimento e experiência oferecida pelo aplicativo. “Somos os mais rápidos do mercado e oferecemos isso com uma entrega totalmente grátis”. “Queremos mesmo estar presentes no dia a dia do consumidor, que hoje não precisa mais se preocupar se uma loja estará aberta e nem mesmo carregar um saco de ração nas costas. Queremos mostrar a ele que hoje isso não é mais necessário”, explica.

Não é só a tecnologia a responsável pela prosperidade da startup. A Zee.Dog também utiliza muito bem seus canais digitais, redes sociais e usufrui de todos os recursos de interação com o público para extrair informações e melhorar a experiência do usuário. 

Como projeção para o futuro, a Zee.Dog mira uma internacionalização agressiva com foco na Europa e na Austrália. “Queremos conquistar novos países, ao mesmo tempo em que expandimos nosso mix de produtos”. Diz explica o desejo da marca em ter mais lojas próprias em outros países, fazer eventos e parcerias mundo afora. Ao mesmo tempo, a empresa também almeja aumentar seu catálogo de produtos e ampliar a presença em mais bairros e cidades ainda em 2021.