O que é empreendedorismo social?

Share:

Conheça a história da Gerando Falcões e saiba tudo sobre o modelo de negócio que gera impacto na sociedade.


Empreendedorismo social é um mecanismo de transformação: da sociedade, de comunidades e até mesmo do país. A modalidade, que vem ganhando cada vez mais destaque no Brasil e no mundo, faz parte do Terceiro Setor – ou, como o fundador e líder do projeto Gerando Falcões gosta de chamar, “setor cidadão”.

A organização social de Edu Lyra atua em periferias e favelas como um motor de geração de renda para famílias. Segundo ele, reduzir desigualdades e combater a pobreza é a essência da Gerando Falcões e um dos pilares principais do empreendedorismo social. “Precisamos de indivíduos que transformam, que conseguem construir tecnologias sociais, dialogar com a sociedade e também mobilizar a iniciativa privada para tornar essas tecnologias viáveis”, explica.

Entenda como funciona o empreendedorismo social, qual é a diferença do modelo tradicional de negócio e como você pode empreender socialmente.

Infográfico explicativo sobre empreendedorismo social

Como funciona o empreendedorismo social?

Edu explica que a diferença do empreendedorismo tradicional para o empreendedorismo social está no lucro. Enquanto no primeiro o lucro é o financeiro, no setor cidadão o lucro é o impacto.

A atuação, no entanto, é como a de uma empresa. O que significa que a atividade deve ser sustentável e envolver:

  • Captação de recursos
  • Lançamento de produtos
  • Gestão
  • Comunicação
  • Análise de dados

“Eu sou um CEO de uma empresa com centenas de colaboradores e orçamentos, onde todo mundo tem KPI, relatório, plano de carreira, conselho de gestão, investidores, balanços, auditoria. A diferença é que toda essa máquina é voltada para os miúdos, a favor dos mais pobres”, comenta Edu Lyra.

Leia também:

Exemplo de empreendedorismo social: Gerando Falcões

A Gerando Falcões trabalha em rede com ONGs e é um grande exemplo de empreendedorismo social ao proporcionar, em território de pobreza:

  • Serviços de educação
  • Qualificação profissional
  • Desenvolvimento econômico
  • Cidadania

A organização já tem presença física em 300 favelas – com líderes capacitados pelo próprio programa de liderança social, a Falcons University – e pretende chegar até o final do ano em mil favelas do Brasil.

Como ser um empreendedor social?

O empreendedor social é uma pessoa que trabalha para solucionar um problema. Pode ser um líder social e dono de um CNPJ – como é o caso de Edu Lyra -, ou pode ser alguém que queira conectar negócios e mobilizar a inovação através desses projetos.

Se você quer começar a empreender socialmente, a dica é buscar líderes de ONGs das quais você se identifica com a causa. Depois, avalie como você pode utilizar o seu negócio para acelerar essas transformações, seja de impacto diretamente na vida das pessoas ou mesmo no meio ambiente.

Citação de Edu Lyra, da rede Gerando Falcões