Por que separar o dinheiro pessoal do da empresa?

Share:

Confira dicas que vão ajudar você a organizar suas finanças.


Um dos maiores erros de uma empresa que está começando é misturar as contas pessoais com as da organização. Apesar de ser um hábito comum, ele pode gerar graves consequências. É o que afirma Letícia Pereira, contadora e fundadora da Digiconts, empresa de contabilidade digital.

“Não ter a separação de conta PF e PJ é como dirigir um carro sem velocímetro. É possível continuar dirigindo? Sim. Mas como você vai saber se está rápido ou devagar demais?”, explica Letícia. Ter o financeiro organizado e as contas separadas é fundamental na hora de tomar decisões importantes.

Caso você ainda tenha dificuldade para organizar as finanças da sua empresa e separar as contas de pessoa física e jurídica, confira as dicas da contadora para começar agora o seu planejamento:

Primeiro: abra uma conta bancária PJ
Separe um dia fixo da sua semana para organizar o financeiro da sua empresa 
Tenha o controle do que foi pago, do que está atrasado e quais os dias de vencimento das contas
Uma dica prática: crie um grupo no WhatsApp com você mesmo(a) para compartilhar comprovantes pagos da empresa. Isso vai te ajudar na hora de organizar os documentos

Quer conferir mais sobre o assunto? Confira as dicas da jornalista Maria Júlia Marques:

Consequências da falta de organização financeira

A mistura do dinheiro da pessoa física com a pessoa jurídica pode prejudicar de forma irreversível o financeiro da empresa e a consequência muitas vezes é a falência. “Em muitos casos, o empresário pode acabar tendo que vender seus bens para quitar dívidas da empresa, causadas pela falta de organização financeira”, explica Letícia.

Por isso, coloque como prioridade a separação de contas da sua casa e do seu negócio e tenha como objetivo manter uma rotina fixa.

Para finalizar, a contadora deixa uma dica: “o financeiro é, infelizmente, a dor de muitos empresários, pois não é algo que aprendemos na escola e na faculdade. Por isso, tenha paciência e não desista de organizá-lo. Como tudo na vida, é uma questão de treino – no início parece um ‘bicho de 7 cabeças’, mas depois se torna um hábito”.

Leia mais: